Saiba quais foram as principais conquistas da gestão 2015-2017 no SINEPE/DF

Parcerias com órgãos como a Adasa, projetos ambientais e de prevenção à obesidade infantojuvenil e a conquista da presidência do Conselho de Educação do DF são alguns destaques

Publicado em 20/12/2017 às 12:00:00

A cada três anos, o Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Distrito Federal (SINEPE/DF) realiza eleição para escolher os membros da gestão seguinte. De 2015 a 2017, o presidente Álvaro Domingues e o vice-presidente Walter Eustáquio lideraram a entidade, promovendo a imagem do sindicato, acertando novas parcerias, aproximando-se dos órgãos públicos e desenvolvendo projetos sociais importantes.

O “Escola na Medida”, por exemplo, foi lançado em 2016 e começou a funcionar neste ano. O projeto, em parceria com o portal EuSaúde, busca prevenir e reduzir a obesidade infantojuvenil e estimular hábitos de vida mais saudáveis. No primeiro levantamento de dados, constatou-se que 35% dos alunos das escolas participantes estavam acima do peso. A campanha de conscientização e as ações nos colégios envolveram, também, as famílias dos estudantes, para que o estilo de vida com qualidade alimentar e prática de exercícios físicos não fique apenas no ambiente escolar.

Já projeto Pede Planta, uma parceria do SINEPE/DF com o Colégio do Sol, desenvolveu uma ação importante nos últimos dois meses, após assinatura de contrato com a Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do DF (Adasa). Ao todo, 5 mil mudas fornecidas pelo sindicato foram plantadas às margens da bacia do Pipiripau, no intuito de reflorestar a região e abrandar a crise hídrica do DF – dessas, 1.200 foram plantadas por alunos de escolas públicas e particulares participantes da iniciativa.

Ainda na área ambiental, a atual gestão do SINEPE/DF se definiu por uma participação atuante nas ações referentes ao 8.º Fórum Mundial da Água, a realizar-se em Brasília em 2018. Um dos focos é a consultoria fornecida pelo sindicato a escolas do DF que buscam o melhor aproveitamento da água e utilizar sistemas mais sustentáveis em suas estruturas.

Capacitação

A fim de realizar programas de educação continuada, o SINEPE/DF atendeu mais de mil pessoas (na maior parte educadores) em seus cursos e workshops nesses anos. O de inclusão escolar foi um dos mais procurados, com duas edições. A BNCC, a sexualidade na escola, a prevenção ao bullying, a era digital no ambiente escolar, o ensino a distância, a inovação na gestão escolar, o marketing educacional e a execução de planilhas de custos foram alguns dos outros temas abordados.

Além disso, o SINEPE/DF oferece regularmente as missões técnicas nacionais e internacionais, que levam educadores e gestores a instituições de ensino conceituadas para troca de experiências e conhecimento de novos modelos que podem ser aplicados no ensino do DF. De 2015 a 2017, Curitiba, Fortaleza e Belo Horizonte fizeram parte dos roteiros pelo Brasil; Portugal, Espanha, Itália, Estados Unidos (Califórnia), Austrália e Nova Zelândia foram os destinos estrangeiros escolhidos. A 11.ª Missão Técnica Internacional, negociada neste ano e programada para 2018, levará os participantes novamente aos Estados Unidos (Chicago) e ao Canadá (Vancouver).

CEDF

O presidente do SINEPE/DF, Álvaro Domingues, também é o atual presidente do Conselho de Educação do Distrito Federal (CEDF). A conquista do posto mostra, segundo ele, “a abertura do órgão normativo para a sociedade civil” e trata-se de um fato inédito para o sindicato e para os gestores de escolas particulares.

Entre as principais medidas tomadas no CEDF, está a Resolução n.° 1/2017, que estabelece normas para a educação especial no sistema de ensino do Distrito Federal e dá outras providências, e a Nota Técnica n.º 1/2017, que trata da emissão, em caráter excepcional e provisório, de parecer técnico-profissional de engenheiro civil ou arquiteto para processos de credenciamento, recredenciamento, autorização de oferta de ensino, ampliação de instalações físicas e mudança de endereço. 

Em novembro, Domingues foi eleito presidente do Fórum Nacional dos Conselhos Estaduais de Educação – onde já é vice-presidente – para a próxima gestão.

Outras atividades

Ao todo, foram realizadas 190 audiências pelo SINEPE/DF durante o mandato, com os mais diversos órgãos e autoridades: as Secretarias de Segurança Pública do DF, da Cultura, da Mobilidade; a primeira-dama do DF, Márcia Rollemberg, deputados, administrações regionais, o Fórum Nacional de Educação (FNE), o Conselho Nacional de Educação (CNE), a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), o Serviço de Limpeza Urbana (SLU), o Instituto de Defesa do Consumidor (Procon-DF), a Agência de Fiscalização do DF (Agefiz), a Promotoria de Justiça de Defesa da Educação (Proeduc), entre outros.

Na Câmara Legislativa do Distrito Federal, o SINEPE/DF participou de nove audiências públicas. Os temas debatidos foram a ampliação da Lei do Passe Livre, a segurança no perímetro escolar, a violência contra o professor, o Museu da Educação do DF (cujo site foi lançado em novembro passado), a unificação dos calendários das redes particular e pública de ensino, a PEC 15/2015 (que torna permanente o Fundeb), o cumprimento da Lei da Aprendizagem pelas empresas, a ampliação e fiscalização da Lei Distrital n.º 5.610/16, sobre grandes geradores de resíduos, e a escassez hídrica.

Foram realizadas ainda 126 reuniões no período. Entre os atendidos, estão o Tribunal Administrativo de Recursos Fiscais (Tarf), o Serviço de Apoio às Pequenas e Médias Empresas do Distrito Federal (Sebrae/DF), o Senai, o Sesi, a Embrapa, a Federação Nacional das Escolas Particulares (Fenep), o Sindicato das Entidades Mantenedoras de Estabelecimentos Particulares de Ensino Superior do DF (Sindepes), o Sindicato dos Professores da Entidades de Ensino Particulares do DF (Sinproep), o Sindicato dos Auxiliares de Administração Escolar em Estabelecimentos Particulares de Ensino no DF (Saep), a Fundação Getúlio Vargas (FGV), o 1.º Batalhão de Policiamento Escolar, e veículos de mídia, como o Correio Braziliense, o Jornal de Brasília e o Jornal Destak.

O SINEPE/DF participou de mais de 60 eventos, entre eles a Solenidade de Entrega da Base Nacional Comum Curricular ao Conselho Nacional de Educação; a Cerimônia de Premiação Olimpíada Brasileira de Matemática (OBMEP) 2017; o Seminário do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF); o Dia Anec, da Associação Nacional de Educação Católica do Brasil; o lançamento do Programa de Esporte e Lazer para Pessoas com Deficiência da Secretaria de Estado do Esporte e Lazer do Distrito Federal; e a formatura 2017 do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd). Além de seminários e congressos, como o Bett Brasil Educar (2015, 2016 e 2017) e o Congresso Brasileiro de Gestão Educacional (Geduc, 2015, 2016 e 2017). Entre os eventos organizados pela entidade, se destacaram os Concursos de Redação do SINEPE/DF – a premiação do último concurso contou com palestra de Mário Sérgio Cortella –, a Campanha Selo Escola Legal, a palestra de Rossandro Klinjey no Dia do Diretor 2017 e o lançamento do livro da escritora Dad Squariri na sede do sindicato.

Duas Convenções Coletivas de Trabalho (2015 a 2017 e 2017 a 2019) foram assinadas com o SINPROEP e o SAEP. Ao todo, 20 novas instituições se filiaram ao SINEPE/DF durante a gestão, que ainda contou com aproximadamente 200 inserções na mídia e um novo planejamento no facebook. Também merecem destaque o lançamento da 20.ª edição do livro “Pesquisa Sebrae: Estudo de Caracterização do Setor de Escolas Privadas do Distrito Federal”, a edição da cartilha “Grandes Geradores de Lixo”, e a implantação do Rybená (inclusão digital em libras e voz) no site do SINEPE/DF. Os convênios e parcerias mais relevantes foram feitos com o Centro Clínico Diem, a A4 Corretora de Seguros, a Uny Leya, a Humus e o Getedu.